Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Se! Se…
Se; Se.
Se,
Se? Se! Se…
Se; Se.
Se,
Se?

Na minha vida não há mais espaço para se, sejam eles interrogativos, exclamativos, com propostas de novos episódios, com pausas ou simplesmente, com pontos finais.
Na minha vida não há mais espaço para se, sejam eles contigo, comigo ou simplesmente, com nós dois.
Na minha vida não há espaço para mais se, os se que um dia te escrevi em papel reciclado foram apagados pela borracha que empunhavas tal qual arma de arremesso, tal qual arma de defesa.
Na minha vida não há mais espaço para se, haveria, mas tu não queres…
…e os meus se serão trocados por palavras concretas e claras, daquelas que não existem no teu vocabulário, no teu dicionário.
Na minha vida não há lugar para mais se

BEIJO

7 comentários:

Perla disse...

Assim é que é preciso: decisões firmes!
:)
beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
sabes,
gosto muito do SE,
é a capa da minha timidez,
para mim o SE é igual ao sonho,
,
maresias de SES, dou,
.
*

Esmeralda disse...

Poetaeusou...

Já sonhei muito com estes «SE».
Não posso mais sonhar...
...resta-me apenas chorar por estes sonhos cravejados de «SE» que um dia sonhei.

beijocas

mdsol disse...

Daqui de longe parece-me um decisão muito boa!
:)

Esmeralda disse...

mdsol:

Como lhe parece uma decisão muito boa????

Chinha disse...

Às vezes penso que a nossa vida é mesmo e tão só um enorme " SE "

Gostei

Um bjinho e Bom Fim de semana

Esmeralda disse...

Chinha:
Ha vidas que são somente um enorme SE, ha outras que só entram SE se quiserem.
É aí que mora a diferença entre os "fracos" e os "corajosos".

bigada pela visita

beijocas