Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

A noite de ontem, esta noite que passou enquanto meio mundo dormia e outro trabalhava, esta que acabou de acabar, foi a minha noite de dança.
Dancei valsas, românticas e calmas valsas.
Dancei tangos, sedutores e arrebatadores tangos.
Dancei rumbas, confusas e rápidas rumbas.
Sob o brilho de uma bola espelhada resplandecendo desejos e ao som de pedidos teus tornados música, dancei sem nunca parar, uma dança de horas a fio que não mais deveria terminar.
Mas a noite acabou, e o dia começou…
Passos de dança dançados cessaram para dar lugar a uma espera de horas, aquelas que me afastam do leito onde deposito cheiros, olhares, beijos, e desejos.
E enquanto a noite não cai, enquanto mais uma dança não vem, aguardo segurando e guardando os sentimentos e sentires que sinto e que tu…
…também sentes.

Até logo…

BEIJO

6 comentários:

Sol da meia noite disse...

Muito bonito este texto.

A noite... o palco do sentir onde emoções se soltam em arrebatadoras danças...
O dia... tempo de espera...

Deixo convite para o meu Sol, via e-mail.
Deixo um beijinho *

Multiolhares disse...

Que noite após noiste possal dançar nos braços do amor

beijos

poetaeusou . . . disse...

*
a dança dos sentires,
,
brisas, dou-te,
,
*

Esmeralda disse...

Poeta:
A dança do SENTIR!

Edu disse...

A dias que não passam e noites que fojem. Que se vai fazer? talvez mudar de casa, pois parece estar cheia de momorias de noites solitarias.
bju

Esmeralda disse...

O mais certo Edu, é mudar mesmo de casa, no entanto não mudarei para a casa que queria, para a casa que gostava, parea aquela que transformaria as noites solitárias em constantes noites de amor.

beijocas