Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

quinta-feira, 19 de março de 2009

Chegou-me como melodia.
Uma ideia, um desejo, um sonho que a mim se fizeram ouvir sob a forma de notas dançantes.
Notas dançantes que esvoaçavam em passos de dança enquanto alguém me escrevia…
“Afinal sempre é lá mais para o verão”
Raios de luz translúcida brotaram nesse instante dos meus olhos e lábios, sabia tão bem o que aquela frase à partida sem nexo quereria dizer…
“A sério??” – a interrogação cheia de certezas.
“Sim Amiga, vamos dar-te um sobrinho do coração”…
Agora sim, o meu dia se manteve solarengo pela noite dentro, tanta luz esta notícia gerara, que da noite se fez dia até ao dia que hoje cedo clareara.
Foi então, que a saudade, aquela que julgara estar a secar se manifestou…
Não uma saudade estúpida, porque o que sinto de estúpido nada tem, mas uma saudade apertada que me diminuiu o tamanho para metade. Fiquei pequenininha, feliz, muito feliz mas pequenininha de saudade.
Lembrei-me então, da minha ideia, do meu desejo, do meu sonho, aquele que tanta vez falei e que tanta vez escrevi…
…o de ter um filho do homem que ainda amo.
Lembrei-me…
Voltei a desejá-lo com toda a minha força…
…mas não lhe dei asas.
Voltei a quere-lo…
…sem o poder querer.

Mas não chorei, não desta vez, mas não o disse, não desta vez, nem sequer o escrevi, ontem, porque hoje ainda sob uma saudade apertada, deixo sair de mim os desejos já escondidos no meu querer de não querer.
Sei que não o vou ter, sei que já é passado, sei que já fui e já não sou, sim eu sei…
…mas continuo a querer, a desejar e a sonhar um sonho agora de todo impossível.
“Parabéns Amiga!!” - e rimos as duas…

4 comentários:

Anaconda disse...

Parabéns pelo teu sobrinho do coração e votos de que alcances o teu desejo com o homem que amas. Se não for com o homem de hoje, que seja com o de amanhã. Bjo

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Hoje só estou passando para desejar um feliz dia do blogueiro,
com um final de semana cheio de amor e esperança.
Aproveito para deixar um lindo poema de Mário Quintana


Amar: Fechei os olhos para não te ver e a
minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados
desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada
nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei....
O amor é quando a gente mora um no outro.

(Mário Quintana)

Abraços:Eduardo Poisl

Esmeralda disse...

Anaconda:

Esse é o meu medo...
Tenho medo que este sentimento que tenho pelo homem de hoje se mantenha assim por muito tempo, não me deixando ver que poderá haver mais homens amanhã.

beijocas

Esmeralda disse...

Bom fim de semana também para ti 'uma página para dois'.

beijocas