Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Acordada de um sono estranho, onde os sonhos foram tão reais quanto irreais o são, senti-me a quebrar.
A cabeça, agora grande, quase gigante e laranja, assemelha-se a uma abóbora, daquelas bem velhas já queimada pelo sol destes campos verdejantes à beira Tejo, ocas, maduras, quase podres.
Os braços carregam toneladas de qualquer coisa que não vejo nem sinto. Sinto-lhes apenas o peso…
Não ando, muito menos corro, arrasto-me.
Sinto-me quebrar…
…em mil pedaços, que antes mil pedaços de mim, e agora mil pedaços de um ser mutante, numa mistura mística de cores e dores, sinto-me quebrar enquanto o meu mundo desaba.
Tento engendrar saídas e possíveis entradas, mas até esses meus enredos me parecem patéticos, sem fundamento.
Não tenho escolha, limitar-me-ei a ficar e a aceitar o avesso em que vivo.
Limitar-me-ei a chorar escondidinha no meu canto, enquanto as estrelas dançam ao som da música de Outono, e o meu amor vive agora o seu amor aninhado nos braços da bela lua prata.
Enquanto me sinto a quebrar, apenas o sentir que o meu amor é e está feliz, me acalenta as já frescas noites da estação em que as folhas caem, em que as árvores mudam de vestes.
E apenas o sentir que o meu outro eu está feliz, faz feliz este eu, o meu, aquele que agora não vive, sobrevive no meio de uma vida virada do avesso.


Sê Feliz!!!

9 comentários:

Edu disse...

bjinho. e tenta tambem ser tao feliz como o que desejas aos outros.

Esmeralda disse...

Obrigada Edu!
Nesta fase da minha vida, felicidade é quase tabu, além disso acredito que todos os dons e estados (como o dom da lecidade ou a felicidade como um estado) são-nos dados se merecermos. Tenho brincado muito com a minha vida e com a vida de outros, portanto duvide que alguma vez seja premiada com o dom da felicidade e que algum dia viva num estado de felicidade.
Como dizem os antigos...
..."quem em boa cama se fizer, nela se ha-de deitar!"

beijocas

Paradoxos disse...

"E apenas o sentir que o meu outro eu está feliz, faz feliz este eu"


sim!!
esta frase é muito forte - sem dúvida!! como tu.

poetaeusou . . . disse...

*
a prosa ?
tem a beleza
de uma esmeralda,
como o vento
e a brisa da esmeralda,
,
prateadas conchinhas, deixo,
,
*

Multiolhares disse...

Só quem ama de verdade sabe abrir a mão do seu amor,
E ficar feliz com a felicidade de quem ama

beijinhos

Perla disse...

Manda tudo às urtigas e parte para outra!
Não fiques presa nesse sonho que te fere!
Bijus

Esmeralda disse...

Perla, nem quando vivia este sonho apenas por mim vivido deixei de partir noutras. Não será agora que me deixarei ficar parada no tempo!
Sei o quanto valho, e sei também que apesar do AMOR que sinto por este homem ser intemporal, este mesmo homem não me merece.
Mas mesmo sabendo de tudo isto e mesmo vivendo a minha vida, não consigo deixar de pensar nele.
A mulher é mesmo burra!!

beijocas

Edu disse...

Poes é esmeralda. Mas por vezes sabe bem escravinhar um pouco de odio deixa.lo soltar.se para longe.
bjinho para ti e para o bebe.

Esmeralda disse...

Obrigada pelo teu apoio Edu.
Este meu "sobrinho" emprestado é um ser muito amado, egora e para toda a eternidade.

beijocas