Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

sábado, 4 de outubro de 2008

Senti-me simplesmente a mulher mais egoísta do mundo!
Senti-me e sinto-me, não me consigo olhar sequer ao espelho. Não consigo ver a imagem de quem percebeu que tem escrito, pensado, falado e chorado por coisas bem pequeninas.
Sou egoísta!
Como posso eu chorar por um amor que não há ou nunca terá havido, quando há quem chore por uma pequenina vida que corre o risco de deixar de existir?
Como posso eu chorar por um homem que não me quer, e talvez nunca tenha querido, quando neste momento toda uma vida desaba num mar de confusões, medos, violência e insanidade mental?
Como posso desejar o abraço de quem amo, quando amanhã terei que dar um abraço a quem a doença bateu à porta?
Por mais que o amo, como poderei eu querer revê-lo quando a minha presença neste canto onde habito é definitivamente a única réstia de segurança para quem me deveria manter segura?
Como?
Como poderei eu, estar apara aqui a escrever sobre quem não me quer, quando no mesmo instante tanta dor me rodeia.
Como?
Como poderei ser tão egoísta?

3 comentários:

Multiolhares disse...

Serias egoísta se te agarrasses á tua dor, e não ajudasses
Outra pessoa que estivesse perto de ti com problemas.
Cada um de nós sofre com o que nos acontece, é a nossa vida,
Os sonhos , as ilusões, o nosso caminho, tens razão quando paramos para ver o nosso sofrimento e o comparamos com o que se passa no mundo por vezes temos a reacção que esta a ter.
Mas penso também que temos todo o direito de sofrer de chorar de cair no fundo do poço, mas tudo tem o seu tempo depois de algum tempo que não deve de ser demais devemos de dar o nosso grito de Ipiranga, e lutar por nós, porque na vida tudo passa, tudo passa
beijinhos

Chinha disse...

Não me parece egoismo da tua parte.
Afinal estamos rodeados de sofrimento e nós tb sofremos.
Ao reconheceres o sofrimento alheio deixas de ser egoista.

Boa semana

bjinho

Edu disse...

Chama-se apenas humanidade. O que nós fez ser o que somos hoje foi o egoismo e cinismo. Isso é o que nos faz ser humanos. Por vezes...mas só por vezes aparece o amor e ai somos isso tudo mas nao para nós mas a favor de que ama-mos. Isso e tambem a capacidade de ver alem do que nos rodea. Nao és insensivel pois sei que sofres por alguem que nao merece passar pelo que esta a passar. MAs tambem podes sentir a tua dor só tua. E um momento dificil mas espero que tudo melhore.
Bjinho