Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

terça-feira, 18 de novembro de 2008

E ao som de mais uma música da talentosa Rute...
...rendo-me às evidencias!


6 comentários:

Edu disse...

It´s not over? is it over?
Desculp me a mim.

Sol da meia noite disse...

A música faz que a ela nos rendamos.

No meu Sol, respondi a um desafio que evidencia o fascínio da música em nós.


Deixo-te um beijinho *

Multiolhares disse...

Ficamos rendidos a muitas musicas, os sons entram bem dentro de nós e bate forte, quando são musicas que por algum motivo falam as nossas magoas, ou alegrias ficam para sempre gravadas na memoria
jinhos

mdsol disse...

ESpero que as evidências sejam muito boas...rsrssr
:))

poetaeusou . . . disse...

*
a sublimidade
da musica,
,
parabens deixo,
conchinhas de luz, te envio,
,
*

Secreta disse...

Não conhecia ... muito bonita!
Beijito.