Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

domingo, 18 de janeiro de 2009

Dilemas…

Como se pode querer esquecer o que não pode ser esquecido?
Porque se tem que esquecer o que não se quer esquecer?

Como se pode viver sonhando num sonho acordado?
Porque se tem que negar e evitar o sonho acordado, numa vida em que se sonha?

Como se pode amar quem não se deve?
Se não se deve, porque se ama?

Porque se quer o que não se quer?
Porque não se quer se realmente se quer?

Porque negamos os quereres?
Porque negam os quereres?

7 comentários:

Arménia Baptista disse...

Dilemas...ou negações?!
A vida é madrasta, não é?!
bjs

Espelho disse...

porque se ama quem não nos ama... Beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
porque a vida
é um dilema,
feito tormento atroz,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Edu disse...

deixa os porque escorrer rio abaixo e agarra-te a margem on podes encontrar as certezas. Podem ser poucas e tristes. mas são solidas.
bjus

Ps: ai de ti que não continues actualizar o blog. levas tatau loool

Anaconda disse...

A vida não depende só da nossa vontade, tb das vontantes dos outros. Parte do gostinho de viver reside nisso mesmo... aprender a moldar as nossas vontades às dos outros e a moldar as vontades dos outros às nossa.
Sê feliz.
Bjo

Esmeralda disse...

Não Edu, não te preocupes...
...não irei abandonar este cantinho que já faz parte de mim.

beijocas

Esmeralda disse...

Anaconda, de facto temos que nos moldar, mas isso não quer dizer que nos deixemos manipular.
Moldar sim, mudar nunca.
Moldar sim, mas nunca deixar que nos faltem ao respeito, ou que desrespeitem os nossos sentimentos.
"Sê feliz...", algo que já disse a alguém sei lá eu quantas vezes...

beijocas