Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Mais um "presente"

Ao som deste "presente" chorei, chorei muito.
Talvez finalmente a venda que me tapava a luz do Sol tenha caído e me tenha mostrado o gigantesco "nunca" que bloqueia o caminho que fiz, que idealizei, que sonhei, que desejei para mim.
A venda caiu, e o caminho vi.

Não gostei e não gosto confesso, mas é o caminho, não o poderei mudar, apenas recuar e continuar a caminhar.

Ganharei asas...
...ou talvez não.




Antony And The Johnsons - Bird Girl

6 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
as lágrimas,
alimentam o sentir,
,
conchinhas de carinho, envio-te,
,
*

Espelho disse...

Esta musica, arrepia.

Bom fim de semana
beijo

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Existe um lugar onde
todos os sonhos se realizam
a Felicidade é constante
e o sentimento maior é o Amor
este lugar é o seu Coração...
Procure nele e você
encontrará as respostas pra tudo.
Bom final de semana

marias disse...

Tens razão não podemos mudar os caminhos, eles já existiam, nós é que às vezes nos perdemos nas curvas. Resta-nos encontrar a recta e seguirmos em frente, mesmo que por vezes surjam novas curvas.

PS: Não percas as asas e continua o teu voo!...

Bjs

Sonia Schmorantz disse...

Para refletir:
Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
(William Shakespeare)

Faça dessa nova semana um novo início rumo à
felicidade.
abraços

Fragmentos Repartidos disse...

Gosto muito dessa música e ouvi-a enquanto olhava para a foto dos olhos onde consta o título desse blogue e devo dizer que foi algo diferente e que apelou à imaginação e aos sentidos.

Um abraço.