Quem fui, quem sou, quem serei...

De cor verde-esmeralda são os olhos de quem chora, de quem ri, de quem sonha. De quem espera pelo inesperado. De quem sabe que não há impossíveis, mas que acredita na impossibilidade do possível. Na cor verde-esmeralda, habita um presente cinzento e um futuro cintilante. Filha do vento e da brisa, inconstante. Filha da brisa e do vento…

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Hoje acredito, hoje creio, que muito me quisestes…
…um dia me sentiste, tanto ou mais do que aquilo que te senti, do que aquilo que te movi para te trazer até mim.
Hoje, sei, que foste feliz ao som das minhas risadas, palhaçadas.
Mas hoje, sim hoje, já acredito, que mais do que as risadas e as palhaçadas, todo o meu ser te envolveu, te enfeitiçou sem saberes como sem eu saber porquê.
Nunca acreditei, não queria acreditar, porque não o poderia crer.
Não poderia, seria sofrer demais, demais do que podia, do que suportaria.
Amanhã, saberei dar valor às tuas afirmações a jeito de interrogações. O amanhã é já agora, não tarda nada, e o meu crer permanecerá enjaulado sem to poder dizer.
Por aqui te digo…
…acreditava em ti, acreditei em ti!
Agora, é que não acredito!

9 comentários:

pin gente disse...

então porque não agora?

Maripa disse...

E porque não dizê-lo? Não podemos deixar de acreditar ... o amanhã é um novo dia , o sol vai voltar a brilhar.
Não podemos só crer temos também de querer...

Beijo carinhoso.

Esmeralda disse...

Maripa:

Fui contemplada por pequenos momentos fantásticos até que um dia sem o esperar o momento prolongou-se por mais umas horas, muitas…
…foi ai que resolvi dizer, disse e repeti.
E depois?
O meu mundo desabou, desapareceu sem que fosse informada que se aproximava um furacão que iria devastar tudo. Fui apanhada de surpresa, a noite estava linda demais para suspeitar que a tempestade se aproximaria.

Por isso agora me calo e para sempre me calarei.

Beijinho e obrigada Maripa

Esmeralda disse...

Porque não acredito agora, Pin Gente?

Porque agora nada se faz ouvir, porque há muito se calaram deixando-me a falar sozinha…

Beijinhos Pin

Edu disse...

Olha tal silencio esmeralda se calhar é o que eu vou fazer respondendo a pergunta que me fizeste. quem sabe se o silencio a que foste atirada tambem não é devido as mesmas coisas que me vão fazer ficar em silencio.
bju

Esmeralda disse...

Os silencios magoam mais do que as palavras...

Edu disse...

Pois a quem o dizes...nem imaginas. Mas para certas situações é o melhor a fazer.
Sei bem o que doi, e vai me custar faze-lo mas é o melhor.

Esmeralda disse...

Olha Edu, não te cales sem antes avisar que te vais calar!
O silêncio depois de um aviso, dói menos, muito menos. Se te calas sem avisar, do outro lado podem pensar que não te calaste, do outro lado ficam a magicar, do outro lado a ruína acontece.
Mas se entretanto os avisos já fora feitos, então sim, se achas que te deve calar, cala-te e entra no teu silêncio…

Edu disse...

Sim ja o fiz. Agora quanto ao teu texto...
Pareces alguem que me esta a responder ao silençio sabes e doi ...doi.
**